terça-feira, 8 de julho de 2014

LIBRAS – o desafio da integração

Integração e não apenas interação, eis o desafio do ensino e aprendizado da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS.
De acordo com o portal “Dicionário Informal” temos que integração é tornar algo inteiro. “Integração” tem como sinônimos: junção, reunião, agregação, amálgama, confraria etc.
Pois bem, se o ensino da segunda língua oficial do Brasil acontecer desde o “Jardim de Infância” teremos um grande processo de união de todas as crianças, jovens e finalmente adultos com deficiência ou não.
Precisamos educar nosso povo para a inclusão, mútuo respeito e fraternidade. Vemos, ouvimos, lemos inúmeros artigos técnicos assim como participamos de eventos intermináveis falando dos Objetivos do Milênio (1) para sentir, até nas palavras de autoridades internacionais, algum desânimo em relação às propostas mais sutis.
É fácil encaminhar e aplicar soluções que possam ser medidas, qualificadas e auditadas, mas a inclusão real na escola? Nas cidades, clubes, templos, empresas, repartições públicas, no meio familiar e social externo?
Principalmente no Brasil, talvez pela mania de “fazer de conta”, estamos longe de aceitar, entender e amar o próximo, principalmente se ele for PcD.
O surdo e a surda? Que sofrimentos devem sentir na exclusão silenciosa!
Além da questão emocional o profissional surdo(a) sofre restrições no mercado de trabalho, muito mais por efeito da ignorância (em relação a padrões de comunicação com a pessoa surda ou deficiente auditiva) do empregador e colegas de trabalho do que a partir de eventuais limitações profissionais.
Infelizmente perdemos tempo demais em debates, seminários, congressos, grupos de trabalho, comissões etc. tratando das opções de comunicação da pessoa surda. Felizmente isso foi decidido por lei (1), mas a regulamentação da legislação pertinente transformou-se em mais um instrumento de cartorialização cultural. Não tivemos capacidade para lembrar, por exemplo, que a existência de intérpretes LIBRAS nas salas de aula vale muito pouco se os estudantes surdos e seus companheiros ouvintes (e professores) não dominarem a Língua Brasileira de Sinais.
Aprender LIBRAS na escola, desde a primeira infância, é a nossa proposta e para efeito de integração e interação é essencial que todos, surdos ou não, estudem LIBRAS a partir dos primeiros dias em salas de aula.
Felizmente a ciência evolui e agora sabemos que, assim como nossos músculos, o cérebro precisa ser estimulado e exercitado. Linguagem de sinais, visual e quase artística (mímica) é um caminho a mais para o crescimento intelectual num momento da história em que novas ciências e processos cognitivos (da Wikipédia: Cognição é o ato ou processo da aquisição do conhecimento que se dá através da percepção, atenção, memória, raciocínio, imaginação, pensamento e linguagem) são necessários.
Nossa proposta é a de que a LIBRAS seja parte da grade escolar (curso específico) desde o Ensino Fundamental. Para materializar a proposta usamos o AVAAZ (2), mas o fundamental é que continuemos a refinar a ideia e que batalhemos para ter um padrão de integração e interação de valor inestimável, a LIBRAS.
Teremos eleições, que candidatos abraçarão essa proposta?

Cascaes
8.7.2014
1. Os Objetivos de Desenvolvimento do Milênio - 8 Objetivos para 2015. PNUD. [Online] http://www.pnud.org.br/ODM.aspx.
2. LIBRAS - LEI Nº 10.436, DE 24 DE ABRIL DE 2002. Planalto - Presidência da República. [Online] http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/leis/2002/l10436.htm.
3. Cascaes, João Carlos. Campanha a favor da introdução da LIBRAS nos Ensinos Fundamental e Médio. http://ensino-e-literatura.blogspot.com.br/. [Online] 5 de 7 de 2014. https://secure.avaaz.org/po/petition/Senadores_Deputados_Ministros_e_Presidencia_do_Brasil_LIBRAS_na_grade_escolar_do_Ensino_Fundamental_e_do_Ensino_Medio/.


Nenhum comentário:

Mara Gabrilli - Conheçam o Portal do Livro Acessível, uma nova plataforma que chegou para garantir às pessoas com deficiência visual o direito de ter acesso às obras literárias.

Pelo direito à leitura  📚 Conheçam o Portal do Livro Acessível, uma nova plataforma que chegou para garantir às pessoas com deficiênci...