quinta-feira, 26 de maio de 2011

cada tipo de composição do Metrô tem a barra de apoio em um local diferente

Olá Flávio, seja bem vindo.
Você coloca com coerência todos os seus pontos de vista o que me deixa satisfeito de tê-lo conosco.
Grande Naziberto, valeu a pena cutucar o homem.
Penso que o teste drive seja fundamental.
Ontem, quarta 25/05, quando estive na rádio Trianon falando sobre acessibilidade fiz essa colocação no ar e penso que seria uma boa solução.
Evitaria que casos como o que você relatou ocorresse, pois se houver o teste é para ver se foi executado conforme projetado e também se o projetado foi a melhor solução.
Fotos como você fez ajudam, mas tive a certeza que a visita é muito mais eficiente quando visitei a Ana Rosa com a Beatriz e o Erici e demonstrei no local os problemas que podem passar despercebídos por um olho acostumado ao que está instalado.
Também penso que devemos ir desarmados e esquecer o que passou e aprendermos com os erros.
Também podemos dar apoio a Beatriz com relação aos novos enfoques que certamente virão com o debate da norma.
Você diz que o sonho de consumo é o piso tátil do Metrô, pois eu penso que podemos alterar isso para que seja o piso tátil em todas as calçadas, parques, praças, prédios públicos ou de interesse, somente assim poderemos nos tornar independentes, indo e vindo onde bem quisermos e sem nos reocupar se chegaremos com facilidade ou somente com auxílio.
Novamente seja bem vindo e já está cadastrado para as visitas.
Novamente reitero a disposição de se criar um fórum de debates em um local definido onde poseremos debater os temas de acessibilidade, trocar idéias e experiências e assim caso nem todos possam participar de reuniões como as das normas, ele ficará sabendo em reuniões do fórum em um dia e horário estabelecido por todos.
Penso também que o teste drive deva ser feito em tudo o que for proposto para nós.
Exemplo:
No dia da visita mostrei a Beatriz que cada tipo de composição do Metrô tem a barra de apoio em um local diferente e que isso nos prejudica,pois se entramos em um trem e procuramos a barra em um local nem sempre ela estará lá, e pode ocorrer de darmos um bom tapão na careca de quem estiver sentado no banco próximo a porta.
Então temos muitas coisas a discutir e não podemos perder essa oportunidade e abertura.
Um grande abraço.
PAZ E LUZ.
Renato Barbato

Nenhum comentário:

Seminário Internacional de Acessibilidade

Seminário Internacional de Acessibilidade : Site do Crea-PR - Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná