quinta-feira, 2 de novembro de 2017

Você sabe o que a Lei Brasileira de Inclusão lhe garante? Calçadas acessíveis por todo o Brasil.

Você sabe o que a Lei Brasileira de Inclusão lhe garante?
Calçadas acessíveis por todo o Brasil.
A LBI tfez alterações no Estatuto da Cidade (Lei 10.257/01), transferindo ao Poder Público a responsabilidade pela manutenção e reforma das calçadas de todo os municípios do País.
A padronização do passeio só será permitida porque incluiu-se nessa legislação a previsão - durante elaboração dos planos diretores dos municípios – a preparação também de um plano de rotas estratégicas, que sãos as vias que apresentam os principais serviços da cidade. O não cumprimento desse cronograma de obras irá incidir em crime de improbidade administrativa.
Para saber mais sobre este e outros direitos, acesse a cartilha da LBI no link abaixo ⬇️ e compartilhe.
Descrição da imagem #PraCegoVer: Foto com um cadeirante só da cintura para baixo sobre uma calçada irregular. Sobreposto à imagem a mensagem 'manutenção e reforma das calçadas de todos os municípios do país.

quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Até quando?





TVs acessibilidade, CC, LIBRAS, TV Escola, TV Senado, NHK, TVE, comparações TV, PcD, Direitos da PcD, Pessoas Idosas e TVs, Tecnologia de Comunicação, tamanho das legendas, opções de Acessibilidade, legislação brasileira, desrespeito à PcD,  

sábado, 3 de dezembro de 2016

UN CRPD Highlights For Deaf Canadians





Publicado em 26 de abr de 2012
United Nations Convention on the Rights of Persons with Disabilities: What it means for Deaf people

Key To Inclusion: New tool to measure child functioning and disability







Publicado em 16 de mar de 2016
A Key to Inclusion: A video highlighting the critical importance of collecting data on child functioning and disability, on its feasibility and on its powerful results. The video addresses a new series of questions put together by UNICEF/Washington Group on Disability Statistics that go beyond labels and diagnoses to explore children’s actual experiences and the difficulties that they encounter in performing daily activities.

Ambitions and abilities. Every child has them.

And every child is entitled to equal opportunity to realize their full potential. So say the Convention on the Rights of the Child and the Convention on the Rights of Persons with Disabilities.

But the hard truth is that millions of children with disabilities are deprived of opportunity.

Celebrating 10 years of the CRPD

Publicado em 18 de abr de 2016
The Convention on the Rights of Persons with Disabilities turns 10 in 2016. Members of the Committee talk about how impact of the convention and the challenges that still remain.

Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

o QUE ESTÁ SENDO FEITO PARA AVALIAÇÕES DESSA DATA, EDUCAÇÃO, RESPEITO À lEGISLAÇÃO





Dia Internacional das Pessoas com Deficiência

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
dia internacional das pessoas com deficiência (3 de dezembro) é uma data comemorativa internacional promovida pelas Nações Unidas desde 1998, com o objetivo de promover uma maior compreensão dos assuntos concernentes à deficiência e para mobilizar a defesa da dignidade, dos direitos e o bem estar das pessoas. Procura também aumentar a consciência dos benefícios trazidos pela integração das pessoas com deficiência em cada aspecto da vida política, social, econômica e cultural. A cada ano o tema deste dia é baseado no objetivo do exercício pleno dos direitos humanos e da participação na sociedade, estabelecido pelo Programa Mundial de Ação a respeito das pessoas com deficiência, adotado pela Assembleia Geral da ONU em 1982.

3 de dezembro de 2006: dia da E-acessibilidade[editar | editar código-fonte]

O acesso às tecnologias de informação e de comunicação cria oportunidades a todos na sociedade, mas principalmente para pessoas com deficiência, pois nesse meio desaparecem as barreiras sociais geradas pelo preconceito, pela infraestrutura, e pelos formatos inacessíveis que impedem a participação. Quando disponível a todos, tecnologias da informação permitem que as pessoas alcancem seu potencial pleno, e permitem que pessoas com deficiência contribuam para o desenvolvimento da sociedade. No primeiro encontro mundial sobre a sociedade da informação, em 2003, os governos expressaram seu compromisso de construir uma sociedade da informação inclusiva, centrada na pessoa e voltada para o desenvolvimento, onde todos pudessem criar, acessar, utilizar e compartilhar informação e conhecimento. Apesar desta visão, muitas pessoas com deficiência permanecem impossibilitadas de utilizar os recursos da Internet plenamente, já que a grande maioria dos websites' continuam inacessíveis a quem tenha impedimentos visuais, cuja navegação é altamente dependente do uso do rato (mouse), e os cursos para iniciar pessoas ao uso da Internet nem sempre são de acessíveis a todos. Tendo em conta que as pessoas com deficiência fazem parte das mais discriminadas na sociedade, muitas não têm acesso às tecnologias de informação. Mesmo aquelas com acesso não podem utilizá-las de forma eficaz, porque o equipamento adaptável disponível não acompanha o ritmo das inovações. Em nível internacional, os padrões de acessibilidade dos websites estão sendo desenvolvidos. Uma vez adotados e ratificados, a Convenção Internacional sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência exigirá das entidades que assegurem que as pessoas com deficiência possam alcançar tecnologias de informação.
Fazer tecnologias de informação acessíveis a todos não é somente uma matéria de direitos humanos, pois também gera bons negócios. Os estudos sugerem que os websitesacessíveis aparecem melhor cotados nos rankings dos motores de busca e podem reduzir custos de manutenção. Permitem também a companhias o acesso a uma maior banco de dados de clientes. Muitos websites, entretanto, permanecem inacessíveis para pessoas com deficiência visual. Um estudo recente realizado no Reino Unido mostrou que cerca de três quartos dos sites comerciais não conseguiram níveis básicos de acessibilidade. O tema de 2006 para o dia internacional das pessoas com deficiência é acessibilidade às tecnologias de informação, e o dia será chamado de dia da E-Acessibilidade. As Nações Unidas têm como objetivo enfatizar os benefícios significativos que a acessibilidade pode trazer tanto para pessoas com deficiência quanto para a sociedade e divulgar isso entre os governos, as empresas e o público em geral.

Temas de anos anteriores[editar | editar código-fonte]

2005: "Direitos das pessoas com deficiência: Ação em Desenvolvimento"
2004: "Nada sobre nós sem nós"
2003: "Uma voz nossa"
2002: "Vida autônoma e existência sustentável"
2001: "Participação plena e igualdade: A chamada para novas abordagens para avaliar progresso e resultados."
2000: "Fazendo tecnologias da informação funcionar para todos"
1999: "Accessibilidade para todos em um novo milênio"
1998: "Arte, cultura e vida autônoma"

Ver também[editar | editar código-fonte]

terça-feira, 1 de novembro de 2016

The Economic Times - Financial Inclusion Summit 2015





Transmitido ao vivo em 18 de dez de 2015
The Economic Times - Financial Inclusion Summit 2015

ADA@25: Economic Advancement and Financial Inclusion Summit - National D...





Publicado em 30 de jul de 2015
[Download a transcript at http://www.realeconomicimpact.org/pag...]. To commemorate the 25th Anniversary of the Americans with Disabilities Act (ADA), NDI brought together 120 leaders in government, the financial services sector, the disability and asset building communities and Fortune 100 companies to reflect on the progress that has been made in advancing economic self-sufficiency by people across the full spectrum of disabilities. Kelvin Boston, Host of PBS Moneywise, emceed the event. Visit http://www.realeconomicimpact.org/pag... for event materials.

Bridging the Economic Divide for Americans with Disability

National Disability Institute. (2016-10-25). Bridging the Economic Divide for Americans with Disability. Retrieved 2016-11-01, from http://www.disabled-world.com/news/america/economic-divide.php Direct Link: Bridging the Economic Divide for Americans with Disability - Summit addressed financial knowledge and skill gaps of Americans with disabilities and barriers that prevent their full participation in the economic mainstream - National Disability Institute

quinta-feira, 8 de setembro de 2016

Paralympics 2016: Prime Minister Theresa May's message







Publicado em 7 de set de 2016
"Among the many special moments of the summer of 2012, there was nothing more inspiring than the way our Paralympics captured the imagination of the world, fundamentally changing attitudes towards disability.

"At the heart of that success was our brilliant Paralympics GB Team.

"As people from England, Scotland, Wales and Northern Ireland stood together, lining the streets to celebrate your phenomenal medal haul, we did not see disability but the most inspiring ability, talent, strength and determination.

"You brought our country together and showed us the best of what our United Kingdom can be.

"This year in Rio, while you may not see those same British crowds around you,

"I want you to know that we will be there in spirit, watching on our televisions and willing you on all the way.

"I know that again, you will make our nation proud, delivering sporting success for Britain and inspiring generations around the world.

"So I want to wish all of our Paralympic athletes every success and I say to the whole country: "Let's super-charge the team and cheer them on to glory in Rio."




Follow us on:

www.gov.uk/number10
www.twitter.com/Number10gov
www.facebook.com/10DowningStreet

19 Indian athletes energized to perform in Rio Paralympics 2016





Publicado em 8 de set de 2016
Connect with Puthiya Thalaimurai TV Online:

SUBSCRIBE to get the latest Tamil news updates: http://bit.ly/1O4soYP

Visit Puthiya Thalaimurai TV WEBSITE: http://puthiyathalaimurai.tv/

Like Puthiya Thalaimurai TV on FACEBOOK: https://www.facebook.com/PutiyaTalaim...

Follow Puthiya Thalaimurai TV TWITTER: https://twitter.com/PTTVOnlineNews

About Puthiya Thalaimurai TV

Puthiya Thalaimurai TV (Tamil: புதிய தலைமுறை டிவி) is a 24x7 live news channel in Tamil launched on August 24, 2011.Due to its independent editorial stance it became extremely popular in India and abroad within days of its launch and continues to remain so till date.The channel looks at issues through the eyes of the common man and serves as a platform that airs people's views.The editorial policy is built on strong ethics and fair reporting methods that does not favour or oppose any individual, ideology, group, government, organisation or sponsor.The channel’s primary aim is taking unbiased and accurate information to the socially conscious common man.

Besides giving live and current information the channel broadcasts news on sports,  business and international affairs. It also offers a wide array of week end programmes.

The channel is promoted by Chennai based New Gen Media Corporation. The company also publishes popular Tamil magazines- Puthiya Thalaimurai and Kalvi.

The news center is based in Chennai city, supported by a sprawling network of bureaus all over Tamil Nadu. It has a northern hub in the capital Delhi.The channel is proud of its well trained journalists and employs cutting edge technology for news gathering and processing.

Rio Paralympics 2016; Opening Ceremony Sees Brazil President Booed







Publicado em 8 de set de 2016
Rio Paralympics 2016; Opening Ceremony Sees Brazil President Booed
----------------------------------------------------------------------------------------------
☛ Download ETV Android App: https://goo.gl/aub2D9

For Latest Updates on ETV Channels !!
☛ Visit our Official Website: http://www.etv.co.in
☛ Subscribe to Latest News -https://goo.gl/9Waw1K
☛ Subscribe to our YouTube Channel - http://bit.ly/JGOsxY
☛ Like us : https://www.facebook.com/ETVAndhraPra...
☛ Follow us : https://twitter.com/etvandhraprades
☛ Circle us : https://goo.gl/H5cc6E

AMAZING Marsia Malsar - Paralympic Games Rio 2016







Publicado em 7 de set de 2016
Never give up! Marcia Malsar, #ProudParalympian from 1984 at the #Rio2016 #Paralympics#OpeningCeremony | Paralympic Games ‏@Paralympics | Amazing moment when Marcia Malsar shows us what life is all about. Never giving up! This are the IDOLS our kids should look up to. BEAUTIFUL LIFE LESSON!
  • Categoria

  • Licença

    • Licença padrão do YouTube

Rio Paralympics 2016 Opening Ceremony & What To Expect on Day 1 | The Br...







Channel 4 on Twitter: https://twitter.com/Channel4
Channel 4 on Facebook: https://www.facebook.com/Channel4

As Paralimpíadas Rio 2016 – vamos mudar ou só aplaudir?


Talvez de vergonha com a qualidade de nossas cidades as reportagens sobre as Paralympíadas Rio 2016 são poucas, exceto em algumas emissoras de TV, afinal o espetáculo de abertura desse evento foi surpreendente, encantador, educativo, transmissão e reportagens mundiais.
Os promotores da Olimpíadas Rio 2016 merecem nosso respeito, enfrentaram situações extremamente difíceis e estão fazendo um belíssimo trabalho em parceria com as autoridades brasileiras (que em muitos casos atrapalharam mais do que ajudaram).
Hoje, segunda feira, dia 8 de setembro, esperávamos encontrar muitos filmes e artigos para colocar em um blog que administramos (Cascaes s.d.), mas está difícil. É compreensível, o Brasil mergulhou numa crise política, institucional, econômica, social tremenda. Nosso país poético consegue se inviabilizar, mais ainda quando gente “esperta” manda nele, a Operação Lava Jato que o diga.
Estamos em campanha eleitoral, seria interessantes ver nossos candidatos a prefeito relatarem o que fizeram em seus mandatos anteriores a Favor da Pessoa com Deficiência(s), idosa, doente e da educação da crianças a favor da inclusão. O silêncio de muitos deles diz tudo.
De qualquer forma as Paralympíadas estão mostrando que temos pessoas com deficiência, mas extremamente capazes.
Precisamos, contudo, corrigir malandragens que contornam nossas leis a favor da PcD.  O trabalho, por exemplo, não deve ser objeto de manhas e artimanhas para iludir a fiscalização.
Ter consciência da importância do direito de ir e vir ao trabalho, à escola, ao lazer, aos templos, parques e praças as calçadas, ônibus, a disciplina no trânsito deveria ser exemplar.
Nossos cidadãos motorizados precisam entender que a(s) pessoa que passa à frente dele pode ser surda, com deficiência intelectual, não ter conformação atlética, estar adoentada ou simplesmente não ter percebido sua presença.
Evitar acidentes é fundamental a uma sociedade sadia.
Envelhecemos, naturalmente vamos adquirindo limitações graves. Infelizmente seria extremamente perigoso criar uma olimpíada dedicada à pessoa idosa, permanece, contudo, a sugestão, afinal é a população que mais cresce.
E o esporte sadio é necessário, até para desarmar espíritos de povos que se preparam para guerras absurdas. Ideais tribais ainda existem...
É bom saber que muitos amigos e amigas estão lá competindo, para eles nossos votos de sucesso. Poderiam ser mais numerosos, mas a mídia e o marketing preferiram a Copa do Mundo, faltou patrocínio, lugares para treinamento, etc.
E os surdos? Onde estão?
Cascaes
6.9.2016




Cascaes, João Carlos. s.d. http://paraolimpiadas-brasil.blogspot.com.br/ (acesso em 8 de 9 de 2016).


terça-feira, 9 de agosto de 2016

curso Direitos Fundamentais e Pessoas com Deficiência,

Mundo Cegal 

https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif
para divulgações
https://mail.google.com/mail/u/0/images/cleardot.gif


É com muita alegria e satisfação que divulgo o curso Direitos Fundamentais e Pessoas com Deficiência, que terei a honra de ministrar na Escola Superior de Advocacia da Ordem dos Advogados do Brasil de São Paulo. É uma excelente oportunidade de conhecer um pouco mais sobre os direitos das pessoas com deficiência. Vale a pena participar!
- DIREITOS FUNDAMENTAIS E PESSSOAS COM DEFICIÊNCIA
 A quem se destina: Advogados e Estagiários Inscritos na OAB, Bacharéis em Direito e Profissionais graduados de outras áreas.
 Carga horaria: 12 Horas.



 Período: Início 26/10/2016 - Término 23/11/2016

 Horário: Das 19 às 22 horas (quartas-feiras)

 Coordenação: Daniela Kovács

 Valor Total do investimento R$ 270,00 (Incluso valor de matrícula)


 https://www.esaoabsp.edu.br/ckfinder/userfiles/images/1.png Curso disponível para o desconto do Jovem Advogado
https://www.esaoabsp.edu.br/ckfinder/userfiles/images/2.png
Clique aqui para mais informações


 Obs.: Não haverá aula dia 02/11/2016

 Objetivo Geral: Ao abordar os direitos humanos fundamentais e questões relacionadas aos direitos das pessoas com deficiência, este curso auxiliará os operadores do direito e interessados em ações cada vez mais freqüentes que versam sobre este tema.

 Objetivos Específicos: Conscientizar e difundir conhecimentos jurídicos específicos sobre os direitos das pessoas com deficiência, para tanto este curso trata de forma aprofundada de questões essenciais relacionadas aos direitos das pessoas com deficiência, em especial a Convenção da Organização das Nações Unidas sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência (norma constitucional no Brasil) e a recém-aprovada Lei Brasileira de Inclusão (Estatuto da Pessoa com Deficiência), inclusive com a análise interdisciplinar desta nova norma; além da Lei de Cotas e do direito fundamental ao trabalho.

 Programa:

 Aula 1: ENTENDENDO A DEFICIÊNCIA

 1) Questões Preliminares
 1.1) Terminologia, histórico e estatísticas
 2) Conceito de pessoa com deficiência
 2.1) Definições contidas no Decreto nº. 3.298/99 e na Convenção da Organização das Nações Unidas sobre os direitos das pessoas com deficiência
 3) Tipos de deficiência
 3.1) Deficiência física, sensorial, intelectual, psicossocial e múltipla

 Aula 2: CONVENÇÃO DA ORGANIZAÇÃO DAS NAÇÕES UNIDAS SOBRE OS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

 4) Enfrentamento da deficiência
 4.1) Contexto internacional e reflexos na postura assumida pelo constituinte de 1988
 5) A regra do parágrafo terceiro, do artigo 5º., da Constituição da República Federativa do Brasil de 1988
 6) Estudo da Convenção da ONU sobre os direitos das pessoas com deficiência
 6.1) Conceito biopsicossocial da deficiência
 6.2) Princípio do desenho universal
 6.3) Princípio da não-discriminação
 6.4) Adaptação razoável
 6.5) Acessibilidade como princípio e direito
 6.6) Acesso à justiça
 6.7) Habilitação e reabilitação
 6.8) Educação inclusiva
 6.9) Direito fundamental ao trabalho

 AULA 3: LEGISLAÇÃO ORDINÁRIA SOBRE OS DIREITOS DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA E AS INOVAÇÕES TRAZIDAS PELA LEI BRASILEIRA DE INCLUSÃO
(ESTATUTO DA PESSOA COM DEFICIÊNCIA)

 7) Legislação brasileira sobre os direitos das pessoas com deficiência
 7.1) Lei nº. 10.098/2000
 7.2) Lei nº. 10.436/2002
 7.3) Portaria nº. 188/2010 do Ministério das Comunicações
 7.4) Lei nº. 11.126/2005
 8) Lei Brasileira de Inclusão – Estatuto da Pessoa com Deficiência – Lei nº. 13.146/2015
 8.1) Inovações, análise interdisciplinar e capacidade civil da pessoa com deficiência

 AULA 4: AÇÃO AFIRMATIVA E O DIREITO FUNDAMENTAL AO TRABALHO DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA

 9) O disposto no artigo 27 da Convenção da Organização das Nações Unidas sobre os direitos das pessoas com deficiência
 10) Reserva de mercado às pessoas com deficiência no serviço público
 10.1) O percentual da reserva de cargos públicos às pessoas com deficiência (Lei nº. 8.112/90 e Decreto nº. 3.298/99)
 10.2) A regra do parágrafo segundo, do artigo 43, do Decreto nº. 3.298/99
 10.3) O disposto nos parágrafos segundo e terceiro, do artigo 98, da Lei nº. 8.112/90
 11) Lei de Cotas. Implicações da ação afirmativa
 11.1) A regra do § 2º., do artigo 1º., da Lei nº. 7.853/89  11.2) Lei nº. 11.180/2005 – contratação da pessoa com deficiência na condição de aprendiz
 11.3) Inovações da Lei nº. 12.470/2011 e a concessão do Benefício de Prestação Continuada (BPC)
 11.4) Atividades de risco, perigosas ou insalubres  10.5) A regra do artigo 2º., da Convenção da Organização das Nações Unidas sobre os direitos das pessoas com deficiência;

 Metodologia: Aula presencial expositiva.

 Bibliografia Básica:

 ARANHA, Maria Salete Fábio. Trabalho e emprego: instrumento de construção da identidade pessoal e social. Brasília: Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, 2003. Série Coleção Estudos e Pesquisas na Área da Deficiência, v. 9.

 ARAUJO, Luiz Alberto David. A proteção constitucional das pessoas portadoras de deficiência. 3ª. ed. rev. atual. ampl., Brasília:
Coordenadoria Nacional para Integração da Pessoa Portadora de Deficiência, 2001.
 ______. Barrados - Pessoas com deficiência sem acessibilidade: como, o que e de quem cobrar. KBR Editora Digital, 2011.

 ______. Buscando significados a partir de critérios de interpretação constitucional e, muitas vezes, encontrando um desconcertante preconceito. In: ARAUJO, Luiz Alberto David (coord.). Defesa dos direitos
das pessoas portadoras de deficiência. São Paulo: Revista dos Tribunais,
p. 207-219, 2006.

 BOSON, Luís Felipe Lopes. A discriminação na jurisprudência. In: VIANNA, Marcio Túlio;
 RENAULT, Luiz Otávio Linhares (coords.). Discriminação. São Paulo: LTr,
p. 255-270, 2000.

 CANZIANI, Maria de Lourdes. Direitos humanos e os novos paradigmas das pessoas com deficiência. In: ARAUJO, Luiz Alberto David (coord.). Defesa dos direitos das pessoas portadoras de deficiência. São Paulo: Revista
dos Tribunais, p. 250-262, 2006.

 DELGADO, Maurício Godinho. Proteções contra discriminação na relação de emprego. In:
 VIANNA, Marcio Túlio; RENAULT, Luiz Otávio Linhares (coords.).
Discriminação. São Paulo: LTr, p. 97-108, 2000.

 FONSECA, Ricardo Tadeu Marques da. O trabalho da pessoa com deficiência e a lapidação dos direitos humanos: o direito do trabalho, uma ação afirmativa. São Paulo: LTr, 2006.

 GUGEL, Maria Aparecida. Pessoas com deficiência e o direito ao trabalho.
Florianópolis: Obra Jurídica, 2007.

 MARQUES. Christiani. Discriminação no emprego. In: ARAUJO, Luiz Alberto
David (coord.). Defesa dos direitos das pessoas portadoras de deficiência. São Paulo: Revista dos Tribunais, p. 105-132, 2006.

 MELLO, Celso Antônio Bandeira de. O conteúdo jurídico do princípio da igualdade. 3ª. ed. atual., São Paulo: Malheiros, 2007.

 NEME, Eliana Franco. Dignidade, igualdade e vagas reservadas. In: ARAUJO,
Luiz Alberto David (coord.). Defesa dos direitos das pessoas portadoras de deficiência. São Paulo: Revista dos Tribunais, p. 133-151, 2006.

 OLIVEIRA, Sebastião Geraldo de. Proteção jurídica ao trabalho dos portadores de deficiência. In: VIANNA, Marcio Túlio; RENAULT, Luiz Otávio Linhares (coords.). Discriminação. São Paulo: LTr, p. 139-155, 2000.

 ROCHA, Carmen Lúcia Antunes. Ação afirmativa – o conteúdo democrático do princípio da igualdade jurídica. Revista de Informação Legislativa.
[s.l.], ano 33, nº. 131, p. 283-295, jul/set, 1996.

 ROMITA, Arion Sayão. Direitos fundamentais nas relações de trabalho. 2ª.
ed. rev. aum., São Paulo: LTr, 2007.

 SASSAKI, Romeu Kazumi. Inclusão: autonomia, independência e empoderamento. Revista Nacional de Reabilitação REAÇÃO. São Paulo:
Editora C&G12, ano 11, nº. 61, mar/abr. 2008, p. 10-16.

 SIMÓN, Sandra Lia. O Ministério Público do Trabalho e a tutela da pessoa portadora de deficiência. In: ARAUJO, Luiz Alberto David (coord.). Defesa dos direitos das pessoas portadoras de deficiência. São Paulo: Revista
dos Tribunais, p. 280-294, 2006.

 SÜSSEKIND, Arnaldo. Convenções da OIT e outros tratados. 3ª. ed., São Paulo: LTr, 2007.

 VIANA, Virgílio M. Discriminação e empobrecimento socioambiental no Brasil. In: VIANNA, Marcio Túlio; RENAULT, Luiz Otávio Linhares (coords.). Discriminação. São Paulo: LTr, p. 109-114, 2000.

 Certificação: Serão certificados os alunos com, no mínimo, 75% de frequência.
 PROFESSORES:
 Daniela Ferrari Kovács *
 https://www.esaoabsp.edu.br/Imagem/Professores/130880254109399413.jpg
 link lates: Não Consta
 Minicurriculo: é Especialista em Direito do Trabalho pela PUC/SP e trabalha pela inclusão social de pessoas com deficiência. É Chefe da Seção de Acessibilidade do TRT/SP. Coordenou a 20ª edição da Revista Científica Virtual da Escola Superior de Advocacia da OAB/SP. Tem artigos publicados em Revistas Jurídicas Especializadas. Co-autora de livros.
Professora e palestrante, trata da inclusão social da pessoa com deficiência de forma ampla, desde direitos, educação inclusiva e mercado de trabalho. Já organizou diversos eventos de acessibilidade e inclusão.
Tem participação ativa na mídia, já esteve nos Programas Mais Você e Bem Estar, deu entrevistas para os programas Bom Dia Brasil e Bom Dia SP da Rede Globo. Jornais e programas da Record e Record News, Band e Gazeta.
Participou de matérias nas revistas Veja e Época, além dos jornais Folha de São Paulo, O Estado de São Paulo e Jornal da Tarde. Deu entrevistas para a Rádio Sul América, dentre outras.


Ordem dos Advogados do Brasil - Seção de São Paulo



Isenção na compra de carros - novas regras - solicitação via internet

http://www.forumcarros.com.br/index.php?/topic/9538-sisen-para-pcd/ http://radardabahia.com.br/noticia/39286,novas-regras-deficientes-ago...